Page images
PDF
EPUB

As cheias do Guaporé, Mamoré, e Madeira inundam com grande altura d'agua os terrenos, e amplas planicies; que formam as margens destes tres grandes rios; de tal forma que na sua geral estagnação cortam as canôas desde o Guaporé aos rios Baures, Itonamas, Madeira, e Mamoré, navegando com grande fundo estes allagados campos, que deixam como outras tantas ilhas todas as Missões, e outros terrenos altos, a que chegam as canôas.

Do forte do Principe da Beira se navegam 45 legoas pelo Guaporé acima, a rumo geral de Leste, até o Destacamento das Pedras, sobre a sua margem de Norte, na latitude de 12.o e 52", e na longitude de 314.° 37' e 30". E' o unico logar, que pela sua elevação se não allaga nesta margem do Guaporé, e o que balisou sempre a navegação privativa e Portugueza deste rio, d'alli para cima; e tanto por este motivo, como pela sua situação forte e defensavel, se faz um pôsto interessante e attendivel, tendo matos proprios para cultura.

Quarenta legoas de navegação acima do Destacamento das Pedras, está o porto dos Guarajús, sobre a margem meridional do Guaporé, na latitude de 13.o e 30': as minas e serras deste nome, ou de Sancto Antonio, ficam tres legoas a Poente do seu porto, descobertas pelos Portuguezes no tempo do Governo do Conde d'Azambuja, que as principiaram a trabalhar pelos annos de 1779; porém, quando promettiam as mais ricas esperanças, foram abandonadas d'ahi a tres ou quatro annos, e segundo a fama publica, por ordem da Côrte de Lisboa, em consequencia dos officios da de Hespanha.

Os Hespanhóes, senhores privativos do rio Baures, podem, navegando até frontearem estas minas, chegar a ellas, pois o Baures lhe passa a Poente na distancia de déz ou doze legoas, supposto que este espaço seja em parte pantanoso: estabelecidos nellas, não só deixarão de querer communicar com a Provincia de Moxos, navegando grande parte do Guaporé para entrarem pelos rios Baures, Itonamas, e Mamoré, que ainda não viram, mas pretenderão que este largo espaço seja commum a ambas as Nações, pelo direito de expectativa, que parece dar-lhe o Tratado Preliminar de limites, que só será valido quando,

depois de reconhecidos estes terrenos, e combinados a posse, direito, e mutuos interesses de cada Nação, lançarem as duas Côrtes um Tratado definitivo: mas estes fronteiros vizinhos querem seja já antecipadamente terminante em tudo quanto é a seu favor.

Sendo, emfim, as minas dos Guarajús um logar inportante, de que se deverá lançar mão na primeira circumstancia favoravel, para com elle, na margem opposta do Guaporé, a respeito do forte do Principe, e Destacamento das Pedras, se segurar a interessante e privativa posse de ambas as margens deste rio, que ficará interrompida logo que os Hespanhóes se estabeleçam nestas minas, de cujo ouro tem Mato-Grosso a maior carencia.

Duas legoas acima de Guarajús, desagua, na mesma margem de Sul do Guaporé, o rio Paragaú, que, supposto seja de poucas aguas, tem setenta legoas de extensão, com que corre de Sul a Norte, desde as Missões de Chiquitos, em que nasce, até esta sua fóz.

Da boca do Paragaú são 31 legoas de navegação, a rumo de Leste, até ao logar das Torres, nome que se dá a um morro, que abeira na mesma margem de Sul do Guaporé, separado do todo das serras com que pega; e se póde considerar como um fecho deste rio, proximo á capital de Mato-Grosso.

Das Torres são 25 legoas de navegação até a boca do Rio Verde, que entra no Guaporé pela sua margem de Sul, na latitude de 14 gráos. E' rio de trinta legoas de extensão, vem de Sul, corre entre alta e densa mataria, e montuoso terreno, parallelo ao Guaporé com o intervallo de tres, quatro, e seis legoas.

Do Rio Verde se navegam, finalmente, 37 legoas a rumo geral de Sul, e com amiudadas voltas até Villa-Bella, de que dista em linha recta 22 legoas: sendo das Torres para cima a margem occidental do Guaporé montuosa, em cujas escarpas e assentada tem grandes cultivados os moradores daquella villa.

Villa-Bella, capital do Governo de Mato-Grosso, existe na oriental margem do rio Guaporé, na latitude austral de 15 gráos, e na longitude de 317° e 52', distante

em linha recta cento e déz legoas do forte do Principe da Beira, e 190, segundo a navegação do rio, e com a mesma 211 da confluencia do Guaporé com o Mamoré; assim como 255 legoas distante pela dita navegação, até a juncção do mesmo Mamoré com o Madeira.

Recebe o Guaporé pela margem esquerda de quem o desce, além de outros insignificantes, os rios Verde, Paragaú, Baures, Itonamas, e Mamoré, com quem conflue; rios, que vem do Sul e Poente, cortando largos terrenos do dominio Hespanhol, á excepção do rio Verde. E pela opposta, e sem contestação, margem Portugueza do Guaporé, desaguão de Villa-Bella até a sua união com o Mamoré doze rios (além de outros menores) tendo todos as suas fontes nas serras dos Perecís, que com mais de duzentas legoas de extensão correm parallelas ao Guaporé, na distancia de 20, e 25 legoas, cobertas de densa e alta mataria; serras, que vão formar as cachoeiras do Rio da Madeira.

A margem do Guaporé, opposta a Villa-Bella, é montuosa, e vai findar no logar das Torres. Na sua larga base tem os Portuguezes extensos cultivados, visto o terreno fronteiro deste rio, em que existe a dita Villa Capital, ser incapaz de cultura, por allagado todos os annos pela cheia e transbordamento do rio, sendo por esta circumstancia aquellas terras de indispensavel necessidade.

A Occidente destas serras corre o rio Verde, e se extende um vasto sertão de mais de cem legoas de comprimento, e sessenta de largura, que vai entestar com o Rio Grande de S. Cruz; terreno desconhecido a Portuguezes e Hespanhóes, á excepção dos leitos dos rios Verde, e Paragaú, que, em consequencia das indagações para a demarcação de limites, os Portuguezes configuram, navegando o primeiro até as suas origens, pouco mais acima do parallelo de Villa-Bella, e o Paragaú até a latitude de 15o e 48', já pouco distante das Missões de Chiquitos. A Norte desta não trilhada faxa fica a Provincia de Moxos, e a Sul a de Chiquitos.

Meia legoa acima de Villa-Bella desagua, na margem austral do rio Guaporé, o Rio Alegre, que, tres legoas superior a esta fóz, recebe por Sul o pequeno rio Bar

bados, em cuja oriental margem, e na latitude de 15° e 20' está Cazal-Vasco, no mesmo meridiano de VillaBella, de que dista sete legoas.

O rio Barbados finda, quatro legoas superior a esta povoação, em pantanaes, que recebem os escoantes que esgotam os largos campos que os cercam. Estas campanhas formam um quadro de 14 legoas de lado; ellas *fazem com os campos de Villa-Bella uma allagação geral nos tempos das aguas, e quando estas são copiosas difficultão a passagem a qualquer corpo de tropas, de Janeiro até Junho.

A Sul destas planicies, e pela latitude de 16° e 15', em terreno alto se extende para Nascente e Poente uma geral mataria de muitas legoas de extensão, que na estrada geral de Villa-Bella para Chiquitos tem nove legoas de travessia, existindo esta Provincia a Sul deste denso cordão de mato. A primeira Missão, que se encontra de Chiquitos, é a de Sancta Anna, 36 legoas distante de Villa-Bella, a rumo de Su-sudoeste, e habitada por 1400 almas.

No mesmo rumo, e a sete legoas de Sancta Anna, está a de S. Raphael, de 3500 habitantes. A Missão de S. Miguel, de 1500 almas, fica sete legoas a Poente de S. Raphael. Oito legoas ao Occidente de Sancta Anna existe a de Sancto Ignacio, de 3000 habitantes, situada 1 sobre uma das origens do rio Paragaú; esta Missão dista quarenta legoas de Villa-Bella, por outra estrada, que vem aos mesmos campos de Cazal-Vasco, que já trilharam ambas as Nações confinantes.

A Missão da Conceição, que povoam 3000 Indios, está em uma das origens do rio Baures, vinte legoas a Poente de S. Ignacio. Egual espaço, e ao mesmo rumo da Conceição, fica a de S. Xavier, de 1500 habitantes, da qual são quarenta legoas até a cidade de Sancta Cruz de la Sierra.

A Missão de S. José, povoada por 3600 almas, dista da de S. Raphael 20 legoas a rumo de Sul. Outras 30 legoas a Nascente de S. José, se acha o povo de S. João, de 500 habitantes; esta Missão dista cincoenta legoas do Registo, e estabelecimentos Portuguezes do rio Jaurú,

caminho trilhado mais de uma vez por ambas as Nações, tendo esta aberta estrada suas difficuldades, por pantanosa em grande parte, faltando-lhe agua por dous dias quando se atravessa o dito mato geral, a Sul do qual existe esta Missão; passando este caminho pelas abundantes salinas denominadas do Almeida, das quaes os Portuguezes tem a posse, e extrahem sal desde a fundação da Capitania; a maior força dellas fica pelo parallelo de 16° e 20', quatorze legoas a Sul do dito Registro.

Emfim a Missão de S. Thiago, habitada por 700 Indios, existe doze legoas a Su-este de S. João: e ao mesmo rumo, e distancia de S. Thiago, está a de Sancto Coração, de 800 almas; encostando-se estas duas Missões, e ainda a de S. João, aos terrenos que formam margem occidental do Paraguay.

A Provincia e Governo de Chiquitos, povoada por vinte mil almas, é como uma barreira, que cobre por Sul, e por não pequena extensão, os estabelecimentos Portuguezes adjacentes a Villa-Bella: como a Provincia de Moxos é outro terreno, que similhantemente cobre a extrema do forte do Principe da Beira, e a navegação Portugueza do Guaporé, e rio Madeira, para a cidade do Pará.

A Provincia de Chiquitos é saudavel, tem gado vaccum e cavallar, bellas terras para cultura, sendo os Indios, que a povoam, menos habeis do que os de Moxos. Os Hespanhóes tem nestas duas Provincias, tão proximas da extrema Portugueza, grande auxilio e socorros, para nos fazerem vantajosamente a guerra, ou seja pela extremidade da fronteira do forte do Principe da Beira, ou pelo centro da raia contiguo a Villa-Bella; pois que nellas tem mantimentos, cavalgaduras, gado, artifices, gastadores, remeiros, e ainda soldados. E a não existirem estas Missões, faltando-lhes os importantes soccorros que ellas fornecem, difficultosamente nos fariam a guerra, pois ficaria entre uma e outra Nação um espaço de mais de cem legoas em quadro, deserto e cheio de embaraços.

A extrema Portugueza vizinha, e a Sul de Villa-Bella,

« PreviousContinue »