Compendio da historia do Brasil, Volume 2

Front Cover
E. e H. Laemmert, 1843 - Brazil
0 Reviews
Reviews aren't verified, but Google checks for and removes fake content when it's identified

From inside the book

What people are saying - Write a review

We haven't found any reviews in the usual places.

Popular passages

Page 79 - ... que cordialmente deseja; e reconhecendo eu a verdade ea força das razões que me foram ponderadas, nem vendo outro modo de assegurar a felicidade deste Reino...
Page 24 - Se VAR estiver (o que não é crível) pelo deslumbrado e indecoroso Decreto de 29 de setembro, além de perder para o mundo a dignidade de homem, e de Príncipe, tornando-se escravo de um pequeno número de desorganizadores, terá também que responder perante o Céu, do rio de sangue que decerto vai correr pelo Brasil...
Page 118 - Uma Constituição, em que os três Poderes sejam bem divididos, de forma que não possam arrogar direitos que lhes não compitam; mas que sejam de tal modo organizados e harmonizados, que se lhes torne impossível, ainda pelo decurso do tempo, fazerem-se inimigos, e cada vez mais concorram de mãos dadas para a felicidade geral do Estado.
Page 105 - A Minha firme Resolução , ea dos Povos , que governo , estão legitimamente promulgadas. Espero pois que os homens sabios e imparciaes de todo o mundo, e que os governos e Nações amigas do Brasil hajam de fazer justiça a tão justos e nobres sentimentos. Eu os Convido a continuarem com o Reino do Brasil as mesmas relações de mutuo interesse e amizade.
Page 105 - Tenho exposto, com sinceridade e concisão, aos governos e nações, a quem me dirijo, neste manifesto, as causas da final resolução dos povos deste reino. Se el-rei o Sr.
Page 76 - ... da liberdade, que soou no Douro e no Tejo, para não desconfiar do orgulho europeu, nem acreditar que refalsado...
Page 93 - Europeus conservar este rico paiz na mais dura e triste dependencia da metropole, porque julgavam ser-lhes necessario estancar ou pelo menos empobrecer a fonte perenne de suas riquezas. Se a actividade de algum colono offerecia a seus concidadãos, de quando em quando, algum novo ramo de riqueza rural, naturalisando vegetaes exoticos, uteis e preciosos, impostos onerosos vinham logo dar cabo de tão felizes começos.
Page 24 - Sim, Augusto Senhor, é impossível que os habitantes do Brasil, que forem honrados, e se prezarem de ser homens, e mormente os Paulistas, possam jamais consentir em...
Page 23 - Como ousam desmembrá-lo em porções desatadas, isoladas, sem lhes deixarem um centro comum de força e de união? Como ousam roubar a VAR a Lugar-Tenência, que seu Augusto Pai, nosso Rei, lhe concedera? Como querem despojar o Brasil do Desembargo do Paço e Mesa da Consciência e Ordens, Conselho da Fazenda, Junta do Comércio, Casa da Suplicação, e de tantos outros estabelecimentos novos, que já prometiam futuras prosperidades? Para onde recorrerão os povos desgraçados a bem de seus interesses...
Page 123 - Portugal, já por meio de periodicos, escriptos com manhoso artificio e virulencia, procurando destruir a força moral do Governo e ameaçar a minha Imperial pessoa com os exemplos de Iturbide e de Carlos I, e já por meio de emissarios, que sustentassem e propagassem tão sediciosos principios.

Bibliographic information