Page images
PDF
EPUB
[ocr errors]

dos indios de Paraguassú uma insigne victoria,l. 2., n. 57.Parte com uma armada para o Rio de Janeiro, 1. 2., n. 76.Chega com ella ao Rio, I. 2., n. 77.- Entra a barra apezar dos inimigos, ibid.-- Ganha a fortaleza, 1. 2., n. 78. Volta com a armada para S. Vicente, 1. 2., n. 82.- Volta d'ahi para a Bahia, 1. 2., n. 89.- Manda outra armada ao Rio, e successos d'ella, 1. 3, n. 56.- Vai segunda vez ao Rio com armada, e conclue a guerra, 1. 3., n. 100 e seg.

Padre Matheus Nogueira.

Sua vida, e virtudes, 1. 2., n, 117.

N.

Noviços.

Os primeiros que no Brasil entraram na Companhia, l. 1., n. 70.

Naufragio.

Naufragio miseravəl, 1. 2., n. 14, e seg.- Vide Leonardo Nunes. Vide D. Pedro Fernandes.

Não.

Rendem os nossos uma náo franceza, 1. 3., n. 136.— Náo Santiago é rendida dos hugonotes, l. 4., n. 41.

Nicoláo Villegagnon.

E' o primeiro Francez que foi ao Brasil: alcançou terra no Rio de Janeiro, 1. 2., n. 45.

Nossa Senhora.

Nossa Senhora da Graça da Bahia, como se achou, l. 1., n. 40. -Da-se a sua ermida aos religiosos de S. Bento, l. 1., n. 40.Em Nossa Senhora d'Ajuda edificam a primeira casa os padres da Companhia de Jesus, 1, 1., n. 46.-Vide collegio.-Rebenta uma fonte milagrosa em Nossa Senhora d'ajuds, 1. 2., n. 70

€ 71.

P.

Padres da Companhia de Jesus.

Vão ao Brasil, e quaes foram os primeiros, l. 1., n.24.-Sahem a primeira vez em terra do Brasil, e dizem missa, l. 1., n. 43.— Como foram recebidos em S. Vicente, l. 1., n. 66.- Seu exemplo, e zelo apostolico, l. 1., n. 67.- São perseguidos por prohibirem o captiveiro injusto dos indios, 1. 1., n. 73.—Chegam á Bahia outros padres, l. 1., n. 81.-Empregam-se na reformação dos portuguezes, e conversão dos indios, l. 1., n. 85.—Vão a Pernambuco, e o que ahi obraram, 1. 1., n. 107,-Vão a varias missões ás aldeas dos indios, l. 1., n. 111.-São calumniados por inimigos, l. 1., n. 126.-Chegam outros mais ao Brasil, l. 1., n. 134. -São perseguidos em S. Paulo, l. 1., n. 162.-Como estas perseguições se aplacaram, ibid.-Modo com que doutrinam os indios das aldeas, 1. 2., n. 6. 7. 8, e 11.-Chegam outros mais ao Brasil, 1. 2., n. 63, e l. 3., n. 4.-Tratam de reduzir os indios, e estão quatro arriscados a ser mortos, l. 3., n. 40.

Pobrcs.

Enganos com que uns pediam l. 1., n. 22.

D. Pedro Fernandes Sardinha.

Primeiro Bispo do Brasil, l. 1., n. 37.-Chega á Bahia, l. 1., n. 114. Suas partes, e talentos, Ibid.-Faz naufragio voltando ao reino, 1, 2., n. 114.

Porto-Seguro.

Quem foi seu primeiao povoador, l. 1., n. 142.—Sua descripção, Ibid.-Como passou á casa de Aveiro, Ibid. —Vão a esta capitania os padres da Companhia de Jesus, l. 1., n. 140.

Pedro de Campos Tourinho.

Primeiro povoador de Porto-Seguro, l. 1., n. 142.

Pedro Borges.

Primeiro Ouvidor Geral do Brasil, l. 1., n. 42.

Irmão Pedro Corrêa.

Entra na Companhia, e é o primeiro noviço que entrou no Brasil, l. 1., n. 70.-Sua ditosa morte, l. 1., n. 170 171 e 176. -Vai ao sertão, l. 1., n. 174.-Chega á terra dos Carijós, e o que alli fez, l. 1., n. 175.-Quem foi, e os progressos de sua vida, l. 1., n. 179.-Como os indios sentiram a sua morte, l. 1., n. 181. D. Pedro Leitão,

E' eleito segundo bispo do Brasil, 1. 2., n. 63.

Pobreza.

Vivem os padres da Companhia pelo trabalho de suas mãos, 1. 1., n. 72 e 153, e l. 2., n. 129.

Paragyba.

Indio muito esforçado, l. 1., n, 103.

Pernambuco.

Suas desgraças foram de ante-mão vistas, l. 1., n. 104.-0 que n'elle obraram os padres da Companhia de Jesus, l. 2., n. 91.— -Sua descripção, l. 1., n. 99. Quem foi seu primeiro povoador, 1. 2., n. 100.-Vide Duarte Coelho.

[blocks in formation]

Faz-se collegio da Companhia em S. Paulo, l. 1., n. 148.— Descreve-se o sitio da villa de S. Paulo, e excellencias de seu districto, l. 1., n. 128 e 129.-Muda-se o caminho de S. Paulo para S. Vicente, 1. 2., n. 85.

Provincia.

E' erigida a provincia do Brasil, l. 1., n. 147.

R.

Rio:

Rios que entram na Bahia, 1. 1., n. 28.- Rio de Janeiro, seu padroeiro S. Sebastião, I. 3., n. 72, e 97.- Descripção do Rio de Janeiro, 1. 3., n. 106, e seg.

Residencia.

Fundam-se varias residencias, 1. 2., n. 5.

S.

Seminario.

Faz-se seminarios de meninos Indios, l. 1., n. 71.- Funda-se outro, l. 1., n. 91, e 93.- Vão em grande crescimento, 1. 1., n. 118.

Padre Salvador Rodrigues.

E' o primeiro da Companhia que falleceu no Brasil, 1. 1.,

n. 138.

D. Simão de Castello Branco.

Matam os Indios Tupinaquis a D. Simão de Castello-Branco, 1. 2., n. 13.

D. Sebastião Rei de Portugal.

Funda o collegio da Bahia dos padres da Companhia, 1. 3.,

n. 45.

S. Sebastião.

Intitula-se a cidade do Rio com apellido de S. Sebastião, l. 3., n. 117.- Padroeiro do Rio de Janeiro, 1. 3., p. 72.

Padre Simão Rodrigues.

Quem foi, 1. 1., n. 4.- Trata da conversão dos Brasís, l. 1., n. 3, e 5. Razões porque el-Rei o não deixou ir a elle,

I. 1.,
1. 7.

Salvador Corrêa de Sá.

Succede no lugar, e posto de Estacio de Sá, l. 3., n. 105.

Serra.

Serra notavel de Paraná-Piacaba, 1. 1., n. 150.

T.

Thomé de Sousa.

Primeiro Governador do Brasil, l. 1., n. 25.- Parte de Lisboa, Ibid.

Tobayares.

São os primeiros Indios que fizeram pazes com os Portuguezes, l. 1., n. 101.

Tabira.

Esforço, e façanhas deste Indio, l. 1., n. 101 e 102.

Temiminós.

Vêem estes Indios povoar junto á capitania do Espirito-Santo, 1. 1., n. 240. Rebelam-se contra os Portuguezes, 1. 2.,

[blocks in formation]

Levantam-se estas nações contra os Portuguezes, l. 2., n. 1.

Tormenta.

Espantosa tormenta, e terremoto, 1. 2., n. 86.

Tupis.

Levamtam-se estes Indios contra os Portuguezes, l. 2., n. 131.

Tamoyos.

Descripção da terra dos Tamoyos, l. 3., n. 6 e 7. Inquietam

« PreviousContinue »