Page images
PDF
EPUB

estes Indios com seus assaltos aos Portuguezes, e confederados, 1. 2., n. 111 e 143, e l. 3., n. 5. Castiga Deos estes barbaros, 1. 2., n. 114.

Trigo.

Dá-se em S. Vicente, l. 1., n. 62.

V.

Villa de Santos.

Sua fundação, l. 1., n. 63.

Vasco Fernandes Coutinho.

Primeiro povoador do Espirito-Santo, 1. 1., n. 95. Faz armada á sua custa, e vai com outros fidalgos, Ibid.

Victoria, Villa.

Sua descripção, l. 1., n. 96.

Victoria.

Alcançam os Indios christãos uma grande victoria, I. 1., n. 165. Victoria insigne, 1. 2., n. 135, e l. 3., n. 81, e seg.

S. Vicente.

Descreve-se a capitania de S. Vicente, l. 1., n. 62.

[merged small][ocr errors]

INDIGE

DOS DOUS LIVROS DAS NOTICIAS CURIOSAS

E

NECESSARIAS DO BRASIL

A.

Almazonas, l. 1., n. 31.- America, sua repartição, l. 1., n. 13. -Seus povoadores. Vide opiniões. De que parte vierão? 1. 1., u. 97. De que nação erão, por que parte passárão? Ibid.-Americo Vespucio primeiro explorador do Brasil, l. 1., n. 31.—Antonio Dias Adorno descobridor dos mineraes das pedras preciosas, l. 1., n. 54.- Arvores principaes do Brasil, 1. 2., n. 80.- Cajueiro e seu prestimo, 1. 2., n. 81 em diante.-Capucaya, sua descripção, 1. 2., n. 86-Outras arvores fructiferas, 1. 2., n. 87.-Atlante, sua ilha, l. 1., n. 98. Opinião de Platão sobre esta ilha, l. 1., n. 94. -Parecer acerca desta opinião, l. 1., n. 101 e 102.

B.

[ocr errors]

Bahia de todos os Santos, l. 1., n. 47. Brasil que cousa seja, i. 2., n. 46.— Nomes do Brasil, I. 2., n. 47.— Seu diametro, 1. 1., n. 18.-Seu sitio, l. 1., n. 21.- Sua demarcação, l. 1., n. 14.— -Diversas opiniõos sobre esta demarcação l. 1., n. 15. - Seu primeiro explorador, 1. 1., n. 31. Segundo explorador, 1. 1., n. 19.-Terceiro explorador, l. 1., n. 16.-Noticias que derão estes do Brasil ao Rei, l. 1., n. 20.—A relação de seu descobrimento foi agradavel aos Reis de Portugal, 1. 1., n. 67-Seu primeiro bispo, 1. 1., n. 46.-Descripção de suas serras maritimas, l. 1., n. 68.Descripção, grandezas e formusura de sua costa, l. 1., n. 39.—Altura de seus montes, l. 1., n. 69.-Frescura e aguas destes montes, l. 1., n. 70.-Suas apparencias, l. 1., n. 20.- Seu marco, l. 1., n. 61. Bondade e clima de suas terras,l. 2., n. 45. Veja-se tambem o verbo clima. Sua boa tempera, 1. 2., n. 61. - Experiencia da bondade da terra 1. 2., n. 57.-Contra os que negavão o ser da terra e propriedades, 1. 2., n. 66.—Variedade e origem de suas linguas, l. 1., n. 110. Seus ares puros, 1. 2., n. 93. Bondade de suas aves e peixes,1.2., n. 96.-Ŝeus animaes terrestres, 1. 2., n. 99 por diante.-Bruto com especie humana l. 2., n. 10.—Bulla do Papa

-

[ocr errors]

Alexandre VI sobre a repartição da America l. 1., n. 13. Bulla do Papa Paulo III, sobre a liberdade dos indios, l. 2., n. 6 e 7.

[ocr errors]
[merged small][ocr errors]

Cabo de S Roqne, l. 1., n. 42.-Cabo de S. Agostinho, l. 1., 1. 43.-Cabo Frio, 1. 1., n, 47.-Calumnias da zona torrida. Vide Zona.-Carijós, l. 1., n. 63.-Castelhanos, possuem algumas terras pertencentes á demareação do Brasil, l. 1., n. 16.-Clima do Brasil é por excellencia bom entre todas as terras do mundo, 1. 2., n 89.-Não ha clima que não seja doentio, l. 2., n. 91.—O Brasil está menos distante em seu clima do clima do paraiso terreal, 1. 2., n. 92.-Colon trata de entabolar o descobrimento do novo mundo, 1. 1., n. 3.—Dá princidio a sua viagem, l. 1., n. 4.-Entrão seus companheiros em desconfiança da empresa. Ibidem.-Confirma Colon seus animos, l. 1., n. 5.-Começão a divisar terra aos 11 de Outubro, l. 1., n. 5.-Edifica um castello e volta á Hespanha. Ibi. -Entra na côrte em 3 de Abril. 1. 1., n. 6.-Cores dos indios, 1. 1., n. 103. Parecer dos indios sobre suas cores, l. 1., n. 81. -Experiencias sobre ellas, 1. 1., n 103-Difficuldades sobre as mesmas, l. 1., n. 104.-Requesitos para ellas, l. 1., n. 107.Parecer do autor sobre éste ponto, J. 1., n. 106.-Costumes dos indios. Vide indios.-Costumes dos Tapuyas. Vide Tapuyas.

D.

Descobrimento do novo mundo. Veja-se mundo novo.-Desco brimento de minas de pedras preciosas, l. 1., n. 51.-Modo fabuloso dos indios acerca do diluvio, l.1., n. 84.-Tradicção que têem sobre o diluvio, l. 1., n. 74, 75 e 76.-Diogo Martins Cam descobridor dos mineraes das pedras preciosas, I. 1., n. 55.

E.

Exploradores do Brasil. Veja-se Brasil.

F.

Feitiçarias dos indios, 1. 2., n. 16.-Exemplo dellas, I. 2.,

n. 17..

G.

Gaspar de Lemos parte á Portugal levar noticias do Brasil, 1. 1., n. 12.-Goaitacazes, l. 1., n. 59.

H.

Hervas do Brasil, 1. 2., n. 67.-Herva viva e seus effeitos 1. 2.'
n. 76. Hervas da Paixão. Veja-se Maracujá.—Ananás, Cara-
goatà, 1. 2., n. 70.-Iamacurú, 1. 2., n. 75.-Mandióca, 1. 2.,
n. 71.-Epilogo das mais hervas, l. 2., n. 79.- Póde o homem
por mais tosco que seja por força de criação politica fazer-se poli-
tico, 1. 2., n. 9.-Póde o leite e criação agreste fazer que o homem
pareça bruto, e não que o seja, 1. 2., n. 8. Não ha homem que
não seja doente, 1. 2., n. 91.

I.

-

Os que têem ignorancia invencivel de Deos, pelos peccados
que commettem não merecem pena do inferno, senão tem-
poral, 1. 2., n. 44.-Os indios do Brasil tiverão e têem ge-
ralmente ignorancia invencivel de Deos no meio de sua gen-
tilidade, 1. 2., n. 42.-Têem alguns delles ignorancia invencivel
dos mysterios sobrenaturaes e naturaes, 1. 2., n. 43.- Ilha
de Santa Catharina, l. 1., 63.-Ilha Atlante. Veja-se Atlante.
-Indios, seu natural, 1. 1., n. 10.-Seus progenitores, 1. 1.,
n. 78. Sua divisão em povoações, 1. 1., n. 80.-Resposta
que derão sobre suas linguas, 1. 1., n. 111.-Seus custumes,
I. 1., n. 115.-Semelhantes aos dos judeus l. 1., n. 91.-Não
têem humanidade, nem fé, nem lei, nem Rei, l. 1., n. 116.
-Andão nús, não têem policia, nem arte. Ibidem.-Furão as
faces, orelhas e beiços, Ibidem.- São pauperrimos, 1. 1.,
n. 119. São preguiçosos, mentirosos e comilões, l. 1., n. 118.
-Não têem morada certa muitos delles, 1. 1., n. 117.-Suas
alfaias e modo de caminhar, 1. 1., n. 120. Modo de suas
caças, l. 1., n. 122. Modo de suas pescas, 1. 1., n. 124.
-Suas armas e modo de guerras, l. 1., n. 126.-Modo com
foi tomado na guerra, l. 1., n. 128.
que cevão o que
-Modo com
que o matão,I.1.,n.131.-São inconstantes e variaveis,l. 1.,n.134.
São vingativos, l. 1., n. 125.-Exemplo de sua vingança, l. 1.,
n. 125.- Titulos de sua nobreza l. 1., n. 136. Seus enterros.
l. 1., n. 135.-Sua hospedagem, l. 1., n. 137. Modo de seu
comer I. 1., n. 140.-Modo de suas curas, l. 1., n. 142.-
Seus enfeites, Ì. 1., n. 139.—Instrumentos, musicas e danças,
l. 1., n. 143.-Tem a verdadeira fé de Christo feito nelles
grande mudança de costumes, l. 2., n. 1.-Que regilião se-
guem? 1. 2., n. 11.-Têem alguns vestigios de Deos e da outra
vida, l. 2., n. 13.-Não cuidam que a outra vida é espiritual,
mas só temporal, l. 2., n. 14.-Creem que ha máos espiritos,

[ocr errors]
[ocr errors]

-

« PreviousContinue »